CursosTrilha Expert em FenologiaAprenda a identificar os estágios de desenvolvimento de soja, milho, arroz irrigado e cana-de-açúcar!

A trilha é um pacote de 4 cursos que vão te ajudar a desenvolver seu conhecimento na área da fenologia, com ênfase em soja, milho, arroz irrigado e cana-de-açúcar.

Cursos nesta trilha: 

  • Fenologia e ecofisiologia da soja para altos rendimentos

  • Fenologia e ecofisiologia do milho para altos rendimentos

  • Fenologia e ecofisiologia do arroz irrigado para altas produtividades

  • Fenologia, fisiologia e nutrição da cana-de-açúcar para altos rendimentos

 

Fenologia e ecofisiologia da soja para altos rendimentos

O curso elaborado pelo Dr. Leandro Marques visa prover conhecimento sobre os estádios de desenvolvimento da soja, exigências climáticas para o crescimento e desenvolvimento da cultura, assim como as principais práticas realizadas no manejo da cultura visando altas produtividades.

Neste curso você irá aprender sobre:

  • A identificação dos estádios de desenvolvimento da cultura da soja

  • As exigências climáticas da soja

  • Os principais componentes de rendimento de grãos para a expressão do potencial produtivo

  • As práticas de manejo realizadas na cultura para aumentar o potencial produtivo

Módulo 1 - Estádio de desenvolvimento da soja e aplicações práticas

Módulo 2 - Exigências climáticas da soja para a expressão do potencial produtivo

Módulo 3 - Componentes do rendimento e aplicações práticas durante o desenvolvimento da soja

Módulo 4 - Estratégias de manejo na cultura da soja para altas produtividades

 

Fenologia e ecofisiologia do milho para altos rendimentos

Neste curso o Dr. Marlon Stefanello vai te ensinar sobre os estádios fenológicos de desenvolvimento do milho, exigências climáticas para o bom crescimento e desenvolvimento da cultura, definição dos componentes de rendimentos de grãos, assim como principais práticas realizadas no manejo da cultura visando altas produtividades.

Neste curso você irá aprender sobre:

  • Como identificar os estádios fenológicos da cultura para facilitar a comunicação dos envolvidos na cadeia produtiva.

  • Os momentos em que os componentes de rendimento são definidos e quais são os fatores que podem afetá-los.

  • As exigências climáticas da cultura para elevar o potencial produtivo.

  • Algumas das importantes práticas de manejo fitossanitário da cultura.

Módulo 1 - Estádios fenológicos da cultura e a tomada de decisão no manejo  

Módulo 2 - Aspectos ecofisiológicos do milho e definição dos componentes de rendimentos de grãos

Módulo 3 - Influência das exigências climáticas do milho no potencial produtivo da cultura

Módulo 4 - Estratégias de manejo na cultura do milho para altos rendimentos de grãos

 

Fenologia e ecofisiologia do arroz irrigado para altas produtividades

Neste curso desenvolvido pelo Professor Dr. Alencar Zanon, você vai entender o crescimento e o desenvolvimento da lavoura de arroz para realizar o manejo de acordo com a fisiologia da planta, e ainda aprender que a lavoura de arroz precisa para atingir altas produtividades.

Neste curso você irá aprender sobre:

  • Desenvolvimento dos estádios fenológicos do arroz;

  • Interação planta-ambiente-solo visando potencializar o uso de recursos no cultivo;

  • O que uma lavoura de arroz precisa para obter altas produtividades.

Módulo 1. Estádios fenológicos da cultura do arroz e a tomada de decisão no manejo

Módulo 2. Aspectos fisiológicos do arroz e a definição dos componentes de rendimento de grãos

Módulo 3. Fatores de construção de altas produtividades em arroz irrigado

 

Fenologia, Fisiologia e Nutrição da Cana-de-Açúcar Para Altos Rendimentos

Nesse curso, o especialista no assunto Dr. Paulo Mazzafera vai te ensinar sobre fenologia, fisiologia, implantação do canavial e nutrição da cana-de-açúcar, para que os manejos sejam realizados nos momentos certos de de forma eficiente, visando altos rendimentos.

Neste curso você irá aprender sobre:

  • A botânica e estádios fenológicos;

  • Fisiologia da cana-de-açúcar: parte aérea e raízes;

  • A escolha de áreas adequadas para o plantio da cana e como se corrige o solo;

  • Definir a quantidade de nutrientes que são essenciais para a cultura da cana, no plantio e nas rebrotas (cana-soca) .

Módulo 1 • Botânica e fenologia da cana-de-açúcar

Módulo 2 • Fisiologia da cana-de-açúcar: das raízes a parte aérea

Módulo 3 • Preparo do solo para implementação do canavial e práticas conservacionistas

Módulo 4 • Nutrição mineral da cana-de-açúcar: cana-planta e cana-soca


Essa trilha é para você que gosta de aulas com conteúdo interativo e de interagir com ferramentas digitais e quer aprender sobre fenologia, ciclo, principais cuidados em cada fase e os componenetes de rendimento da soja, milho, arroz e cana-de-açúcar em detalhes.

Essa trilha não é para você que não gosta de ler textos longos. Que já sabe o sobre fenologia e identificação de estágios de desenvolvimento destas culturas, e sabe quais são e quando são definidos os componentes de rendimento.

Todos os cursos são 100% online, você pode assistir quando quiser, de acordo com a sua disponibilidade de tempo. Com 4 cursos com carga horária de 20hs cada, a trilha é composta por 15 módulos no total, com os seguintes materiais por módulo:

  • 1 apostila com o resumo do conteúdo, disponível para download;

  • 1 case de sucesso com exemplos de aplicação prática do conteúdo apresentado;

  • 1 avaliação para testar seus conhecimentos.

A trilha pode ser paga à vista via boleto bancário ou cartão de crédito ou parcelado em até 5 vezes sem juros no cartão de crédito.


Atenção:

  • Apenas a apostila está disponível para download;

  • Para concluir o curso e liberar o seu certificado, é necessário obter uma média igual ou superior a 65%.

  • A matrícula da trilha tem duração de 12 meses, ao solicitar prazo extra será cobrada uma taxa de 50% do valor total da trilha;

  • Para acessar os cursos você basta você ter acesso à internet e qualquer um dos seguintes navegadores, nas respectivas versões ou mais recentes: Edge 15, Firefox 54, Chrome 51, Safari 10 e Opera 38.

Elaborado por:
Sobre

Professor de Fitopatologia da Unijuí. 

Tem experiência no controle químico de doenças em grandes culturas, quantificação de doenças, ferrugem da soja, absorção e dinâmica de fungicidas, resistência de fungos a fungicidas, respostas fisiológicas de plantas a estresses abióticos e fitotoxidades.

Autor de livros, cursos online e coordenação e tutoria em programas de treinamento. 

 

Formação

Doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2014 - 2017)

Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2012 - 2014)

Graduação em Programa Especial de Graduação de Formação de Professores Para A Educação P. pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2014 - 2015)

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2007 - 2011)

Área de atuação

Fitopatologia

Sobre

Já atuou como colaborador de pesquisa e ensino do Instituto Phytus.

 

Formação

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2014 - 2017)

Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2012 - 2014)

Especialização em Programa Especial de Graduação de Formação de Professores para a Educação P. pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2014 - 2015)

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil; (2006 - 2011)

Área de atuação

Possui experiência na área de Fitopatologia, atuando principalmente nos temas de proteção de plantas e controle químico de doenças em soja, milho, arroz e cereais de inverno e tecnologia de aplicação de fungicidas.

Sobre
  • Professor Adjunto no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria;
  • Professor Visitante na Universidad Nacional de Entre Ríos, Argentina;
  • Orientador na Graduação e Mestrado no curso de Agronomia na Universidade Federal de Santa Maria;
  • Orientador de alunos de ensino médio na modalidade de Iniciação Científica Junior;
  • Palestrante;
  • Membro das equipes FieldCrops e Simanihot que realizam extensão junto a produtores rurais no Brasil, Uruguai e Argentina e realizam pesquisa a partir de demandas do produtor com base em Agricultura de Processos visando o máximo lucro do produtor com o mínimo impacto ambiental;
  • Colaborador do Projeto Global Yield Gap and Water Productivity Atlas (GYGA).
Formação
  • Doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) com período sanduíche na University of Nebraska - Lincoln, Estados Unidos (2012-2015);
  • Graduação em Programa Especial de Graduação e Formação de Professores pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) (2011-2013);
  • Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) (2010-2011);
  • Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) (2005-2009).
Área de atuação

Agronomia e Engenharia Agrícola com ênfase em potencial e lacunas de produtividade de cultuas agrícolas e eficiência no uso de recursos.

Sobre
  • Professor Comissionado na ESALQ-USP, no Depto de Produção Vegetal
  • Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências de São Paulo
Formação
  • Doutorado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (1988-1990)
  • Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) (1984 - 1987)
  • Especialização em Estágio Em Genética de Café pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC) (1983 - 1987)
  • Graduação em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) (1979-1982).
Área de atuação

Suas linhas de pesquisa relacionam-se ao metabolismo de lignina em cana de açúcar, produtividade agrícola, respostas a estresses ambientais e sistema radicular. Também tem trabalhado com bioestimulantes, linha de pesquisa na qual procura desvendar os mecanismos de ação, assim como desenvolver novos produtos que estimulem o crescimento do sistema radicular, para aumentar a eficiência de absorção de água e nutrientes. Suas pesquisas usam técnicas bioquímicas e biologia molecular. As culturas mais focadas são cana de açúcar, café, soja e milho

DeR$ 1,036.00
Por: R$ 932.40 10% de desconto
Compre agora - Ou -Pague R$ 621.60 40% de desconto para associados Premium
Salvar
Compartilhar