Perguntas e Respostas - Nematologia - 1º Seminário Phytus

Publicado em: 20/07/2016
Compartilhe:

Confira as respostas do pesquisador para as perguntas feitas durante as mesas redondas no 1º Seminário Phytus.

 

1. Qual ou quais as culturas de inverno que possuem um menor fator de reprodução (FR) dos nematoides no RS?

A maioria das culturas de inverno são plantas resistentes ou más hospedeiras a fitonematoides. Além disso, outro fato que deve ser levado em consideração, é que nesta época do ano, as condições climáticas do Rio grande do Sul não são favoráveis para o bom desenvolvimento dos nematoides.

 

2. Sabendo que o MT utiliza muita crotalária/milheto pré-soja, pois o clima permite; no RS, qual seria a alternativa?

Trigo, Aveias, Azevém.

 

3. Sabendo que há diferentes fatores de reprodução (FR) em culturas como milho e soja, como manejar nematoides dentro do sistema?

Buscando sempre utilizar variedades com baixo FR, agregando produtos químicos ou biológicos no tratamento de sementes e /ou aplicação no sulco de semeadura.

 

4. Na temática do nematoide, levando em consideração o FR, quais coberturas de solo poderiam auxiliar no manejo do problema, lembrando do curto espaço de tempo se considerarmos apenas o verão?

Milhetos, braquiárias e sorgo.

 

5. Pensando em controle biológico de nematoides, quais resultados?

O controle biológico tem apresentado ótimos resultados no controle dos fitonematoides. Realizamos alguns experimentos internos, utilizando agentes biológicos tanto via tratamento de semente, quanto no sulco de semeadura, e os resultados foram muito positivos. Entretanto, devemos sempre levar em consideração as condições de sobrevivência desses agentes quando inseridos no sistema.

 

6. Entre as cultivares, quais materiais com baixo FR são indicados para a região noroeste do RS?

Estas informações já estão inseridas no aplicativo de identificação e fator de reprodução de nematoides, e em breve esse aplicativo passará por uma atualização para inserção de novas variedades de soja.

 

7. Diferentes grupos de maturação influenciam sobre o FR?

Provavelmente não, pois o fator de reprodução está ligado a capacidade ou não de multiplicação dos nematoides sobre as variedades de soja.

 

8. Existe manejo químico para controle de M. javanica? Qual?

Sim, existem produtos com grande potencial para utilização no manejo de Meloidogyne javanica, tanto utilizados via tratamento de sementes, quanto aplicados no sulco de semeadura. Contudo, esses produtos devem ser ajustados ou integrados a variedades de soja com baixo fator de reprodução.

 

9. Na questão dos adubos químicos orgânicos que hoje existem no mercado, existem alguns que se dizem controladores de nematoides. O que você sabe ou já ouviu falar sobre este adubo organo-químico?

Pensando no desenvolvimento do sistema radicular das plantas, no qual o período crítico de infecção dos nematoides ocorre entre 0 a 30 dias, quaisquer substâncias que potencializem um rápido desenvolvimento do sistema radicular, podem criar barreiras físicas, diminuindo a ação dos nematoides neste período, sem falar da questão de indução de resistência.

 

10. Antes de evoluir em resistência varietal para nematoides, não seria mais fácil e rápido aumentar a vida no solo?

Evoluir para um sistema visando aumentar a vida no solo, utilizando estratégias que viabilizem tornar o ambiente mais equilibrado, permitindo ou favorecendo o crescimento de microrganismos antagonistas, seria um ótimo modelo. Entretanto, um dos grandes obstáculos nesta linha de pensamento, passa pelo tempo de resposta que essa prática poderá fornecer, pois geralmente é um processo de médio a longo prazo, dependendo do nível de infestação da área e da espécie envolvida. Contudo, é um modelo contrário ao que se busca nos dias atuais, pois a maioria busca medidas imediatistas.

 

11. Aumentar a matéria orgânica no solo pode ajudar a combater nematoides, em específico M. javanica e Pratylenchus?

Sim, pois um solo com teor de matéria orgânica equilibrado, proporciona condições para o desenvolvimento de uma série de microrganismos (bactérias, fungos, etc.), capazes de competir diretamente por espaço no solo com essas espécies.

 

12. Qual o efeito/eficiência do TS no controle de nematoides?

A maioria dos produtos, seja ele químico ou biológico, apresenta um grande potencial para o uso no manejo e controle de nematoides, desde que seja considerado dentro de um programa de manejo integrado.

 

13. O nematoide Meloidogyne javanica pode atacar o arroz?

Se sim, esse nematoide sobrevive em solos alagados? Sim, porém sua capacidade de sobrevivência em ambientes alagados é muito baixa.

 

14. Há algum inoculante longa vida? Qual tratamento biológico mais adequado para nematoide?

Sobre a questão de inoculante, não tenho informações, pois não é a minha linha de trabalho. Sobre a questão de tratamento com produtos biológicos, já existem vários produtos para uso via tratamento de sementes e/ou sulco de semeadura. O cuidado para esta importante ferramenta é com as condições e exigências para aplicação, pois são microrganismos vivos e, as condições as quais serão submetidas podem comprometer a sua performance (condições climáticas, tipo de solo, teor de matéria orgânica, etc.).

 

15. Qual o melhor manejo a ser executado em áreas afetadas por nematoides?

O melhor manejo passa pela identificação e quantificação da espécie presente na área, preconizando a integração das principais ferramentas de manejo. Estas são contempladas pelas práticas culturais, pela rotação/sucessão com plantas não hospedeiras, pela utilização de variedades resistentes ou com baixo fator de reprodução, pela utilização de produtos químicos e biológicas via tratamento de sementes e/ou sulco de semeadura.

 

16. Como deve ser a aplicação de nematicida no solo: via sulco no plantio?

A aplicação de nematicidas no solo deve levar em consideração as características intrínsecas dos produtos (mobilidade, período residual, etc.), bem como os diferentes tipos de solo. A maioria dos produtos utilizados neste tipo de aplicação deve atingir uma faixa pouco abaixo da semente, de modo a proteger o desenvolvimento inicial do sistema radicular.

 

17. Qual sua opinião sobre a aplicação de micronutrientes no sulco de plantio?

A aplicação de micronutrientes no sulco de plantio correlacionada à problemática de nematoides ainda é pouco estudada. Contudo, é provado cientificamente que estes micronutrientes, além de agir sob o crescimento e produção das plantas, podem auxiliar no aumento da resistência ou tolerância ao ataque de fitonematoides.


Autor(a)

Dr. Paulo S. Santos

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: