Classes e categorias de sementes Publicado em:

Neste material você vai entender um pouco mais sobre:
- Classes de sementes
- Sementes certificadas
- Categorias de sementes

A semente leva todo o potencial genético presente em uma cultivar. Durante todo o processo de produção, desde o seu desenvolvimento pelo melhorista até chegar ao produtor rural, as sementes são multiplicadas até alcançarem escala comercial. Este processo envolve padrões rigorosos de qualidade (genética, física, fisiológica e sanitária) que garantem maior produtividade, utilização mais eficiente de fertilizantes e defensivos, menor incidência de plantas daninhas, pragas e doenças de solo (Peske et al., 2019).


Dentro do processo de produção as sementes são identificadas por:

  • Classes: Certificada e não certificada.
  • Categorias: Genética; básica; certificada de primeira geração (C1); certificada de segunda geração (C2); não certificada de primeira geração (S1) e não certificada de segunda geração (S2).

 

Classes e categorias

Semente certificada:


Produzida com elevado controle de qualidade em todas as etapas de produção. Possui conhecimento da origem genética do material e controle de gerações, assegurando a rastreabilidade do lote de sementes. O responsável pela fiscalização da aplicação das regras de certificação estabelecidas pela Legislação de Sementes e Mudas, quando o material é destinado ao comércio interno, pode ser entidade certificadora, o MAPA ou pessoa por este credenciada (RENASEM) (BRASIL, 2020).

Semente genética:

Primeira geração. Resultante da seleção plantas e produzida através da supervisão do melhorista ou entidade melhoradora. Sua multiplicação é realizada com elevado controle de qualidade para manter sua identidade e pureza genética.

Semente básica:

Segunda geração. Resultante da multiplicação de semente genética, produzida de maneira que garanta sua identidade genética e pureza varietal.

Semente certificada de primeira geração (C1):

Resultante da multiplicação de semente básica ou semente genética.

Semente certificada de segunda geração (C2):

Resultante da multiplicação de C1, semente básica ou semente genética.

Semente não certificada de primeira geração (S1):

Material produzido fora do sistema de certificação. Resultante da multiplicação de C2, C1, semente básica ou semente genética.

Semente não certificada de segunda geração (S2):

Material produzido fora do sistema de certificação. Resultante da multiplicação de S1, C2, C1, semente básica ou semente genética. (BRASIL, 2005).

 

Referências bibliográficas

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 2020. Disponível em: . Acesso em: 19/07/2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Normas para produção, comercialização e utilização de sementes. Instrução normativa nº. 09, de 02 de junho de 2005. 77p.

PESKE, S.T.; VILLELA, F.A.; MENEGHELLO, G.E. Semenes: Fundamentos Cientificos e Tecnologicos.  Editora Becker e Peske. 4Ed. Revisada, Atualizada e Ampliada. 2019. 579p.

 

Veja também:

Autor(es)