O uso de semioquímicos para monitoramento de pragas no campo

Publicado em: 16/02/2022
Compartilhe:

Os semioquímicos são comuns a todos os insetos. Estas substâncias químicas são a base para a comunicação entre eles, por isso, entender melhor o comportamento e a regulação de tais substâncias permitiu a possibilidade de manipular estes estímulos químicos ao ponto de podermos utilizá-las para modificar o comportamento desses insetos. 


Uma das substâncias mais estudadas e utilizadas para o monitoramento de pragas no campo tanto no manejo como na regulação da população do inseto-praga são os feromônios, que são vitais para a comunicação entre indivíduos da mesma espécie.

Para que a técnica de uso de feromônios (Figura 1) seja eficiente tanto para o monitoramento quanto para o controle de pragas, faz-se necessário conhecer o comportamento da praga e sua fisiologia. A escolha do tipo e da cor da armadilha, do liberador e da capacidade de retenção são de extrema importância para o sucesso da técnica.

Dentre as principais técnicas de monitoramento, uma das principais seria a detecção, que pode ser dividida em:

Incidência prematura da praga na cultura:

com a utilização de armadilhas próprias para detecção do início do aparecimento do inseto-alvo na cultura. A aplicação dos feromônios é para mostrar quando a praga não está presente.

Levantamento de áreas infestadas:


utilizar feromônios com armadilhas para áreas que apresentam infestação da praga é útil para avaliar a distribuição desse inseto em uma determinada área. Este método ajuda a fazer um controle mais efetivo somente na área infectada pela praga, impedindo muitas vezes que ela se espalhe pela cultura toda. 

Inspeção e prevenção quarentenária:

monitorar a entrada de insetos-praga provenientes de outras regiões geográficas. Esta técnica é muito utilizada por diversas agências reguladoras em vários países do mundo para barrar a introdução de insetos- praga exóticos ou impedir a disseminação para áreas não infectadas. Essas medidas, com armadilhas de isca e os compostos químicos, são colocadas ao redor de aeroportos, portos marítimos, áreas de apoio ao longo de rodovias e nas principais divisas de novas infestações.

Estimativas populacionais:

esta técnica visa a estimar a população de insetos-praga capturada na armadilha, refletindo o nível da população encontrada na cultura. É útil para estimar o dano que essa praga está causando na cultura ou até mesmo um monitoramento após aplicação de inseticidas para avaliar a eficácia do método utilizado. Um exemplo (Figura 2) utilizado no campo é para controle do Bicho-furão-do-citros (Ecdytolopha aurantiana), praga importante na citricultura.

Figura 2.  Furão-do-citros (Ecdytolopha aurantiana), praga importante na citricultura. Fonte: https://www.esalq.usp.br/visaoagricola/sites/default/files/va02-pragas04.pdf
Figura 2.  Furão-do-citros (Ecdytolopha aurantiana), praga importante na citricultura.

Além das técnicas de monitoramento por detecção, temos técnicas de controle utilizando feromônios. Nesta técnica para o controle de pragas, temos a coleta massal como um dos métodos no qual se utiliza o feromônio sintético ou o inseto do sexo emissor preso em gaiolas em um grande número de armadilhas adesivas com o objetivo de capturar o maior número possível de insetos-praga, manter a população abaixo do nível de dano econômico, impedindo o acasalamento entre esses insetos e, por consequência, a geração seguinte desta praga (Figura 3).

Figura 3. Coleta massal da traça do tomate (Tuta absoluta) na cultura do tomate. Fonte:http://www.zumba.com.br/pt/produtos/p/816d6c9e-46a7-4f74-8629-77cdd36ab0ab/iscalure-tuta-20un
Figura 3. Coleta massal da traça do tomate (Tuta absoluta) na cultura do tomate.

Outra forma de controle utilizando os feromônios é o confundimento, que consiste em empregar liberadores com altas doses do feromônio da praga que se planeja controlar, distribuindo no campo uma formulação apropriada para desorientar e impedir o acasalamento dos insetos.


Autor(a)

Drª. Talita Antonia da Silveira

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: