Frequência e época de aplicação de fungicidas no controle de Puccinia sorghi na cultura do milho

Publicado em: 04/04/2017
Compartilhe:

Neste material você irá saber o momento ideal para o controle de Puccinia sorghi na cultura do milho por diferentes tratamentos quimicos com fungicidas, associando trizois e estrobilurinas. 

A ferrugem comum (Puccinia sorghi Schw.) é considerada a mais recorrente entre as ferrugens que ocorre na cultura do milho no Brasil. Favorecida por temperaturas amenas, é mais frequente sua ocorrência no Sul do país.

Em níveis de severidade elevada, a ferrugem comum pode contribuir para redução da área foliar sadia da planta, podendo afetar negativamente a produtividade de grãos da cultura.

Os efeitos da frequência e época de aplicação de misturas de triazois + estrobilurinas em híbrido simples de milho foram testados em três programas de aplicação: em V7, VT(pendoamento), e V7 + VT (Figura 1).

Figura 1 – Ilustração referente aos estádios de desenvolvimento do milho em que foram feitas as aplicações.

 Os fungicidas aplicados foram:

  • 1. testemunha (sem aplicação);
  • 2. azoxistrobina + ciproconazol (60 g.ha-1 + 24 g.ha-1 + óleo mineral 0,5% v/v) ;
  • 3. piraclostrobina + epoxiconazol (99,75 g.ha-1 + 37,5 g.ha-1).

A aplicação foi realizada com pulverizador costal pressurizado a CO2, utilizando-se barra de 4 pontas tipo leque XR11002 (200 kPa e 1,5 m.s-1), proporcionando vazão de 150 L.ha-1.

As variáveis avaliadas foram Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD), calculada a partir de quatro avaliações de severidade em intervalos de 10 dias a partir do aparecimento de sintomas no tratamento testemunha, e rendimento de grãos.

As misturas triazois + estrobilurinas apresentaram redução significativa da severidade da doença.

Os tratamentos fungicidas obtiveram valores superiores de eficiência no controle da ferrugem comum quando em duas aplicações, V7 + VT, resultando em 93,75% e 85,24% de controle do patógeno (Figura 2).

O programa com duas aplicações destacou-se em relação aqueles com uma aplicação e do tratamento testemunha, com incrementos de rendimento de grãos superiores (Figura 3).

Figura 2 - AACPD de Ferrugem calculada com base na severidade da doença após a aplicação dos tratamentos.* Médias seguidas por mesma letra na coluna não diferem entre si pelo teste de Tukey(p= 0,05).

 

Figura 3 - Rendimento de grãos de milho sob três programas de aplicação (V7, VT, V7 + VT). * Médias seguidas por mesma letra na coluna não diferem entre si pelo teste de Tukey(p= 0,05).

Conclusões

Todas as misturas comerciais de triazois e estrobilurinas foram eficazes no controle de ferrugem comum (Puccinia sorghi Schw).

O programa com duas aplicações (V7 + VT) resultou em menor AACPD da ferrugem e maior rendimento de grãos.

A aplicação única em VT, mesmo em condições de severidade de ferrugem superior ao estádio V7, resultou em maior rendimento de grãos de milho do que quando aplicado em V7.

m doenças causada

 

Autor(a)

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: