Estádios de aplicação de fungicida em milho para o controle da ferrugem comum

Publicado em: 09/10/2012
Compartilhe:

Neste material você vai ter acesso a informações sobre o controle químico da ferrugem comum (Puccinia sorghi) em cinco híbridos de milho, o que é a ferrugem comum do milho, resultados de controle por fungicidas e melhor posicionamento de produtos.

 

 

Ferrugem comum do milho

A ferrugem comum, causada pelo fungo Puccinia sorghi, é uma das mais importantes doenças foliares do milho (Figura 1).

Sob condições ambientais favoráveis e em híbridos suscetíveis, provoca redução na produtividade, exigindo a utilização de estratégias de controle da doença.

Figura 1 - Sintomas de Puccinia sorghi em folhas de milho.

Em experimento realizado pelo Instituto Phytus objetivou-se:

  • Avaliar os efeitos da frequência e época de aplicação de misturas de triazóis + estrobilurinas em híbrido simples de milho.

Os tratamentos testados no experimento estão apresentados na Tabela 1, os quais foram aplicados em cinco híbridos de milho.

Tabela 1 - Ingredientes ativos, doses e época de aplicação dos programas fungicidas nas subparcelas dos híbridos de milho.

 1 Princípio ativo aplicado com adição de óleo mineral (0,5 L ha-1).

 

Cada híbrido respondeu de uma forma aos tratamentos.

Como uma tendência geral, o tratamento 3, que inclui duas aplicações de fungicidas para o controle de ferrugem comum foi o que mais reduziu o progresso da doença (Figura 2 ), seguido do tratamento 1 e 2.

Isso indica que a aplicação no estádio de 7 folhas expandidas melhora o controle da doença em relação à aplicação em pendoamento.

O incremento médio na produtividade pela aplicação de fungicida foi de 512 kg ha-1, quando comparado à testemunha sem controle.

A definição do momento da aplicação e do número de aplicações necessárias deve ser específica para cada híbrido.

Figura 2 - Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD) em cinco híbridos de milho submetidos a quatro programas de manejo fungicida.
*Letras maiúsculas comparam as médias entre os programas dentro de cada híbrido e as letras minúsculas comparam a média dos híbridos dentro de cada programa fungicida.
Figura 3 – Rendimento de grãos (Kg ha-1) em cinco híbridos de milho submetidos a quatro programas de manejo fungicida.
*Letras maiúsculas comparam as médias entre os programas de manejo fungicida dentro de cada híbrido e as letras minúsculas comparam a média dos híbridos dentro de cada programa.
Autor(a)

Dr. Diego Dalla Favera

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: