Reguladores vegetais: o que são? Publicado em:

Neste material, você vai conhecer um pouco mais sobre:

  • O que são reguladores vegetais
  • Exemplos
  • Usos na agricultura

Reguladores vegetais e suas funcionalidades

Produtos de efeitos fisiológicos são aqueles que alteram o funcionamento da planta e podem atuar de maneira positiva na agricultura por promover o aumento da produtividade e a qualidade do produto. Dentre esses produtos, destacam-se os reguladores vegetais, que são substâncias sintéticas que quando utilizadas em baixas doses promovem, inibem ou modificam processos fisiológicos e morfológicos do vegetal semelhantes aos hormônios vegetais.
Exemplos
Os reguladores vegetais mais conhecidos são as auxinas, as citocininas e as giberelinas. Estes reguladores e suas determinadas funções podem ser observados no Quadro 1.


Quadro 1. Reguladores vegetais e sua atuação nas plantas
Quadro 1. Reguladores vegetais e sua atuação nas plantas

As poliaminas são importantes reguladores vegetais que apresentam potencial de utilização em diferentes culturas, já que são capazes de interagir com diferentes classes de macromoléculas, alterar estados estruturais, influenciar a atividade metabólica, atuar como agentes antioxidantes e antiestressantes e, principalmente, como reguladores enzimáticos. 
A putrescina (tetrametilenodiamina ou butanodiamina) é uma poliamina resultante da decomposição de aminoácidos importantes para o crescimento e para a diferenciação das plantas, a arginina, ornitina e agmatina. Devido à sua natureza policatiônica, a putrescina pode unir-se e estabilizar polímeros ricos em cargas negativas, fosfolipídios e proteínas.

Aplicação na agricultura

De maneira geral, os produtos que apresentam em sua composição esses reguladores são os bioestimulantes. A aplicação desses produtos normalmente é feita na semente ou através de pulverização foliar em três estágios fenológicos da planta para que ocorra a absorção correta e posterior ganho produtivo.
Para a escolha do regulador mais adequado em sua lavoura, é necessário que o produtor conheça as necessidades fisiológicas da cultura trabalhada e a região onde está sendo implantada. Pois, além dos fatores genéticos da planta, as condições ambientais também influenciam na atuação dos produtos. Para isso, é importante informar-se sobre quais reguladores estão presentes em determinado produto.

Referências 

MOHAMMADI, H.; GHORBANPOUR, M.; BRESTIC, M. Exogenous putrescine changes redox regulations and essential oil constituents in field-grown Thymus vulgaris L. under well-watered and drought stress conditions. Industrial Crops and Products, v. 122, p. 119-132, oct. 2018. https://doi.org/10.1016/j.indcrop.2018.05.064
TORRES, T. P. Putrescina no desenvolvimento do tomateiro cv. Justyne em condições de estresse hídrico. 2020. Dissertação (Mestrado    em Agronomia) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu, 2020.

 

Confira também!

Autor(es)