Influência da velocidade de semeadura no número de perfilhos e na produtividade de trigo (Triticum aestivum) Publicado em:

O material traz informações sobre o perfilhamento e produtividade em trigo, quando semeado em diferentes velocidades.


  1. A velocidade e a influência na semadura;
  2. Perfilhamento;
  3. Avaliação de duas velocidades de semeadura;
  4. Conclusão.

A velocidade e a influência na semadura

A velocidade de trabalho pode ter grande influência sobre a qualidade da semeadura e, consequentemente, sobre o estabelecimento da população ideal de plantas de trigo. Em geral, a qualidade da semeadura diminui quando se aumenta a velocidade de trabalho e o uso de maiores velocidades durante a semeadura pode resultar em populações de plantas menores, maiores distâncias entre as plantas e aumento dos danos mecânicos às sementes.

 

Perfilhamento

Gramíneas como o trigo respondem à redução na população de plantas aumentando o número de perfilhos por planta, uma vez que menores populações diminuem a competição intraespecífica e potencializam a qualidade da luz que chega às plantas (PELTONEN-SAINIO e JÄIRVINEN, 1995; ALMEIDA e MUNDSTOCK, 2001; ARGENTA et al., 2001; ZAGONEL et al., 2002). Assim, o perfilhamento é uma alternativa para a planta compensar os espaços vazios existentes na lavoura. Além disso, o surgimento de variedades com alto potencial produtivo e elevada capacidade de produção de perfilhos, sugere que os perfilhos podem contribuir para o rendimento de grãos, principalmente em lavouras implantadas com baixas populações de plantas (SCHWEITZER, 2008). Desse modo, o arranjo mais favorável de plantas pode estimular as taxas de crescimento da cultura do trigo no início do ciclo, favorecendo a contribuição dos perfilhos à produtividade do trigo (SANDER et al., 2011).

 

Avaliação de duas velocidades de semeadura

Desta forma, avaliou-se a influência de duas velocidades de semeadura (5 e 15 km/h) do trigo sobre o número de perfilhos por m2 e na produtividade. Para controle de doenças, utilizaram-se quatro aplicações de fungicidas. O número de perfilhos e produtividade de trigo foi influenciada pelas diferentes velocidades de semeadura (Figura 1).

Quanto ao número total de perfilhos, pode-se observar que, com menor velocidade de semeadura, ocorre a formação de um maior número de perfilhos em relação à velocidade de semeadura maior. Assim, as plantas semeadas na menor velocidade de semeadura emitiram 13,09% mais perfilhos do que aquelas semeadas com a maior velocidade de semeadura.

Quanto à produtividade do trigo, nota-se que ela foi maior também na menor velocidade de semeadura, sendo que o coeficiente de variação foi de 5,18%, ou seja, quando semeadas a uma velocidade menor, houve um incremento de produtividade de 3,7 sacos por hectare.

Conclusão

A menor velocidade de semeadura (5 km/h) permite um melhor estabelecimento da lavoura, resultando em maior número de perfilhos e maior produtividade.

 

Para saber mais sobre esse assunto, clique no card abaixo:

Autor(es)