Você teve tombamentos na sua lavoura? Conheça uma possível causa

Publicado em: 23/02/2022
Compartilhe:

Em algumas regiões do Brasil, verificou-se durante o início desta safra de verão, o tombamento de plântulas de soja após a emergência.

Foram levantadas diversas hipóteses em relação ao fator desencadeador do tombamento, como por exemplo, o déficit hídrico, más condições físicas do solo, >fitotoxidade pelo tratamento de sementes e patógenos de solo.

Para introduzir o assunto, assista ao vídeo abaixo:


Através das visitas técnicas dos pesquisadores do Instituto Phytus, tanto no Cerrado quanto no Sul do Brasil, a identificação do agente causal foi relacionada ao calor, que provoca o excessivo aumento da temperatura do solo.

Após a semeadura, ocorre a germinação da semente e a emergência das plântulas. Em semeadura com baixa qualidade, ou aquela que forma torrões, dificulta o contato da semente com o solo, dificultando a germinação.


Nessa condição, aquelas plântulas que emergem emitem sua radícula entre os torrões secos, o que dificulta a absorção de água, desidratando a planta. Com a desidratação da plântula e o aquecimento excessivo do solo na superfície, ocorre uma lesão em formato de anelamento na região do colo da planta. A consequência disso é o tombamento.

Um outro fator que contribui é o solo, principalmente, sem palha, que absorve a radiação solar, eleva a temperatura, desidratando o tecido vegetal na linha do solo, causando o tombamento.  

 

Figura 1. Tombamento de plântulas de soja ocasionado pelo calor

 

Figura 2. Plântulas de soja que foram arrancadas do solo para ser observado o sintoma de anelamento na região do colo da planta.

 

A desidratação e morte do tecido vegetal deixa a planta exposta ao ataque de fungos necrotróficos, presentes no solo como Pythium, Phytophthora, Fusarium e Rhizoctonia.

Por isso, muitas vezes observa-se que os produtores confundem os sintomas do tombamento ocasionado pelo calor com os sintomas reflexos da infecção de patógenos do solo.

 

Práticas importantes para evitar ou minimizar esse problema

• Boa qualidade de semeadura

• Fechamento de sulcos sem formar torrões

• Adequada cobertura do solo com palha

Autor(a)

Dr. Marlon Tagliapietra Stefanello

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: