Substratos: constituição e função

Publicado em: 16/02/2022
Compartilhe:

Conheça as características e propriedades de um bom substrato

Neste material, você vai conhecer um pouco mais sobre:

  • A importância do substrato
  • A composição do substrato
  • As propriedades que um bom substrato deve ter

O substrato é o meio em que se desenvolvem as raízes das plantas cultivadas fora do solo - in situ. Ele serve de suporte para as plantas, podendo ainda regular a disponibilidade de nutrientes e de água (KÄMF, 2000).

Diferentemente das plantas cultivadas no solo, o espaço que as plantas têm para se desenvolver em recipientes é reduzido. E essa variação de espaço vai refletir também na necessidade de irrigação e de nutrientes, já que no caso dos recipientes as raízes têm menor área física para possibilitar seu desenvolvimento e para a absorção de água e nutrientes (Figura 1).

substratos-constituiçao-funçao
Figura 1. Espaço para crescimento e desenvolvimento das plantas em recipiente com substrato (A) e em solo (B). Fonte: Menegaes (2017).

Limitar o desenvolvimento do sistema radicular acaba afetando positiva ou negativamente a produtividade da planta que ali se desenvolve, seja na produção de biomassa vegetal, na floração ou na frutificação. Assim, a composição dos substratos é de suma importância, pois este deve fornecer condições ideais para o pleno crescimento e desenvolvimento das plantas.

Os substratos são constituídos por três fases, que conforme a composição das misturas de materiais têm diferentes proporções: sólida, que retém a umidade e suporta a planta; líquida, que fornece água e nutrientes às raízes; e gasosa, que é responsável pelo suprimento de ar, permitindo as trocas gasosas.

Já pensou em formular seu próprio substrato?

Para formular uma composição de substrato, a escolha dos materiais deve seguir alguns critérios:

  • ter baixo custo e disponibilidade na sua região;
  • boa capacidade de retenção de água e drenagem;
  • baixa densidade, porém, consistência e durabilidade;
  • ser isento de agentes patogênicos. 

Essas características estão relacionadas às propriedades biológicas, físicas e químicas do substrato.

Propriedades biológicas:

isenção de agentes patogênicos (bactérias, vírus, fungos e nematoides) e de sementes de espécies invasoras ou indesejáveis, ter boa relação C/N (carbono/nitrogênio).

Propriedades físicas:

boa densidade, porosidade e capacidade de aeração e retenção de água.

Propriedades químicas:

bom pH, ter boa CTC e poder tamponante, observar a salinidade e o teor total de sais solúveis (TTSS) e a condutividade elétrica (CE).

 

Autor(a)

Drª. Janine Farias Menegaes

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: