Principais pragas da cultura do tabaco

Publicado em: 23/02/2022
Compartilhe:

Mosca-do-float (Bradysia sp. - Diptera: Sciaridae)

Também conhecida como fungus gnats, bradísia e mosca-dos-fungos. Os adultos são pequenas moscas com cerca de 3 mm de envergadura e com o corpo de coloração marrom escura e asas claras.

As fêmeas colocam os ovos no solo em locais úmidos, e a fase de ovo dura em torno de 7 dias. As larvas são apodas, com corpo de coloração semitransparente, cabeça preta e podem chegar até 6 mm. Uma característica marcante das larvas dessa espécie é serem transparentes, sendo possível a visualização do trato digestivo ao longo do corpo.

 

Inicialmente as larvas desse inseto se alimentam de matéria orgânica ou fungos presentes no solo, daí a sua designação de fungus gnats. Porém, quando estabelecida a cultura, as larvas passam a se alimentar das raízes do tabaco, causando perfurações, danificando o sistema radicular.

Esses insetos são um grave problema na fase inicial de desenvolvimento, quando podem levar a planta a morte, e consequentemente diminuir a população inicial de plantas na área de cultivo. Em cultivos já estabelecidos tornam-se um problema apenas quando em população muito elevada.

 

Além disso, os adultos e as larvas, podem ainda ser transmissores de doenças causadas por fungos fitopatogênicos.

 

Para esse inseto ainda não há níveis de controle estabelecidos, sendo que o controle é feito preventivamente com produtos químicos recomendados para cultura. O monitoramento pode ser feito com a passagem das mãos próximas das plântulas, e observação do voo dos adultos.

Uso de armadilha adesiva amarela pode ser uma alternativa tanto para monitoramento, como para controle quando usada em grande número no float. Controle de alga, pois é fonte de alimento dos adultos. Alguns pesquisadores recomendam o uso de nematoides do gênero Steinernema como forma de controle biológico, sendo o estabelecimento do nematoide favorecido pelas condições de alta umidade do solo das regiões infestadas.

Autor(a)

Dr. Juliano Ricardo Farias

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: