Por que irrigar por gotejamento?

Publicado em: 16/02/2022
Compartilhe:

Vantagens da irrigação por gotejamento

Neste material você vai conhecer um pouco mais sobre:

  • Benefícios da irrigação por gotejamento
  • Casos de sucesso

As principais vantagens da irrigação por gotejamento, independentemente da cultura, são a economia de água e o aumento na produtividade, o que é importante quando consideramos um cenário no qual o uso da água é debatido, tanto pela sua escassez, como pela ocorrência de desperdícios.

Na irrigação por gotejamento, a água é levada de forma pontual através de tubos que contêm gotejadores (Figura 1), liberando as gotas em quantias certas para cada planta, gerando economia e uso racional da água.


Figura 1. Sistema de irrigação por gotejamento.
Figura 1. Sistema de irrigação por gotejamento.

Usando o café como exemplo, uma planta necessita de cinco litros de água por dia para se desenvolver. Na irrigação localizada são usados os exatos cinco litros, enquanto que com outras tecnologias e métodos convencionais gasta-se cerca de oito litros, de forma que, com a adoção da irrigação por gotejamento, temos uma economia de 33%. E justamente por este elevado consumo, a agricultura é vista como “vilã” no uso da água. 

Para que este pensamento seja diferente, precisamos que as novas tecnologias façam parte da vida do produtor, de forma fácil e efetiva. Portanto, buscar formas de diminuir o consumo de água e produzir mais é fundamental. No entanto, para chegar nesse patamar, é preciso pensar além da semeadura e da colheita.

A Abimaq (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos) mostra que dos 30 milhões de hectares passíveis da adoção da tecnologia, somente 5 milhões são irrigados. Destes, menos de 1 milhão usa o gotejamento.  Por outro lado, há países como Israel, Índia e a Costa Oeste dos Estados Unidos – onde há escassez de água –, que já usam esse sistema. 

Em quais culturas podemos usar a irrigação por gotejamento?
São várias as culturas que possuem casos de sucesso com esta tecnologia, como em arroz, produzido na região de Uruguaiana (RS), que apresentou resultados próximos ao dobro da produtividade, saindo de 7,5 toneladas por hectare (através do modelo tradicional: irrigação por inundação) para 12 toneladas por hectare (usando a técnica de irrigação por gotejamento). Ainda, houve uma redução de 3 vezes na necessidade de água. 

Outro caso de sucesso

O sistema também foi implantado em uma das fazendas da Usina Santa Fé, em uma área de cana-de-açúcar de 100 hectares, que logo no primeiro corte deverá render um total de 205 toneladas/hectare, produtividade muito maior quando comparada a outros métodos.

Outro caso é de um cafeicultor de Minas Gerais, que instalou o gotejamento em 2006, em uma área de 400 hectares. A produção média foi de 30 sacas por hectare (produtividade média em sequeiro) para mais de 60 sacas, em seis colheitas.

O sistema de gotejamento traz benefícios também para culturas como o tomate. Um produtor de Goiás obteve um aumento na produtividade em 40 toneladas por hectare com a adoção da irrigação por gotejamento subterrâneo.

Com estes casos de sucesso, em diferentes culturas, podemos ver que a agricultura em nosso país vai em direção à sustentabilidade. Para que mais resultados sejam assim, tão positivos, é preciso que estas e outras práticas sejam cada vez mais empregadas no campo, aliadas à dedicação, ao esforço e ao planejamento.

Esse artigo foi originalmente publicado na Revista do Grupo Cultivar, de autoria de Carlos Sanches.
(link original https://www.grupocultivar.com.br/artigos/beneficios-da-irrigacao-por-gotejamento)


Autor(a)

Grupo Cultivar

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: