Germinação carpogênica de Sclerotinia

Publicado em: 13/10/2016
Compartilhe:

Este material traz informações sobre a germinação do fungo Sclerotinia sclerotiorum.

  • O fungo;
  • Sobrevivência;

O fungo

O fungo Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) de Bary é um patógeno cosmopolita e muito agressivo, que causa doenças em raízes, flores, vagens, sementes, hastes, madeira e frutos de diversas espécies vegetais.

 

Sobrevivência

O controle do patógeno em diversas culturas tem sido difícil devido à formação de estruturas de repouso (Esclerócios), que permitem sua sobrevivência por longos períodos.

Germinação

A germinação dos escleródios de S. sclerotiorum pode ser miceliogênica (produzindo micélio) ou carpogênica (com a produção de apotécios).

Os apotécios que produzem grande quantidade de ascas que liberam e ejetam no ar os ascósporos do fungo, que são disseminados pelo vento até os sítios de infecção (fonte primária de infecção).

 

Hoje existem vários trabalhos que pesquisam o efeito de resíduos culturais de plantas cultivadas e utilização de controle biológico sobre a viabilidade de estruturas de resistência de fungos.

Buscam-se estratégias de manejo, capazes de suprimir a germinação carpogênica de S. sclerotiourum. Sabe-se que este efeito é dependente da espécie de planta, de organismo utilizado e das condições climáticas.


Autor(a)

Drª. Caroline Gulart
Drª. Sílvia Ortiz

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: