FERRUGEM: E lá vem ela!

Publicado em: 23/02/2022
Compartilhe:

Ontem, 21/11, foi publicado no site do Consórcio Antiferrugem  o primeiro registro de ferrugem da soja (Phakopsora pachyrhizi) na safra 2017/18.


Identificada em São Paulo, no município de Itaberá, a doença está presente em lavoura no estádio R3, semeada em setembro.

O Instituto Phytus alertou sobre a presença de soja guaxa  durante o inverno passado, o que pode favorecer a manutenção de inóculo no ar e a ocorrência da doença em estádios iniciais da cultura.

 

 

Para que as ameaças sejam minimizadas, deve-se alertar para o monitoramento das áreas e para o posicionamento precoce de defensivos, visando o manejo da resistência 

 


Autor(a)

Drª. Sílvia Ortiz

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: