Aprenda a diferenciar percevejo predador – Podisus nigrispinus – de percevejo sugador – Euschistus heros

Publicado em: 17/02/2022
Compartilhe:

Diferença entre percevejo predador e percevejo sugador

Neste conteúdo, você vai saber mais sobre:

  • Podisus nigrispinus
  • Euschistus heros
  • Como diferenciar estes percevejos

Podisus nigrispinus

Os principais predadores encontrados na cultura da soja são diferentes espécies de hemípteros e coleópteros, além de formigas e aranhas, que também são predadores importantes. Esse grupo de inimigos naturais controlam os insetos-pragas, consumindo outros insetos para completar seu desenvolvimento, e promovem o equilíbrio natural, ao controlar as populações de pragas potenciais.

Os percevejos predadores do gênero Podisus têm recebido destaque como agentes de controle biológico, devido à alta capacidade de busca e de predação. Esses predadores representam agentes potenciais de predação de diversas pragas, e apresentam-se em maiores densidades populacionais em áreas conduzidas com Manejo Integrado de Pragas (MIP) do que naquelas em que se usa o manejo convencional (COSTA et al., 2006; EVANGELISTA-JÚNIOR; ZANUNCIO-JÚNIOR; ZANUNCIO, 2006).


O ciclo de vida de P. nigrispinus passa por fases de ovo, ninfa e adulto, podendo ter uma duração na fase total de 20 até 30 dias, dependendo da temperatura e da alimentação (Figura 1).
Os adultos de P. nigrispinus medem de 8,5 a 12,0 mm de comprimento, com as fêmeas (10 a 12 mm) usualmente maiores que os machos (VIVAN; TORRES; VEIGA, 2003). A coloração dos adultos varia entre os sexos e entre indivíduos, no entanto, entre os adultos encontrados no campo predomina a cor pardo-esverdeada (MOREIRA et al., 1998; MEDEIROS et al., 1999 apud VACARI, 2009).

Figura 1. Ciclo de vida do predador Podisus nigrispinus. Fonte: Acervo pessoal – Alexa Santana.
Figura 1. Ciclo de vida do predador Podisus nigrispinus. Fonte: Acervo pessoal – Alexa Santana.

Euschistus heros

Dos percevejos que atacam a soja, as espécies Euschistus heros destacam-se pelos danos que podem causar, sendo atualmente consideradas entre as principais e mais abundantes pragas da soja.

O adulto de E. heros apresenta coloração marrom-escura, com dois prolongamentos laterais do pronoto, em forma de espinhos. No verão, geralmente, os insetos apresentam espinhos mais longos e mais escuros. A longevidade média do adulto é de 116 dias. Os ovos são depositados em pequenas massas de cor amarela, normalmente com 5 a 8 ovos por massa, apresentando, próximo à eclosão das ninfas, mancha rósea, e após a eclosão, esbranquiçada. Os ovos são colocados, principalmente, nas folhas ou nas vagens de soja (Figura 2). Apesar de iniciarem a alimentação no segundo ínstar, as ninfas do percevejo-marrom causam danos às sementes apenas a partir do terceiro ínstar, quando atingem tamanho médio de 3,63 mm. E seu ciclo de vida tem a duração média, de ovo a adulto, de 28,4 dias a 25 ºC (Figura 3) (PANIZZI; BUENO; SILVA, 2012). 

Figura 2. (A) Ninfas de I ínstar; (B e C) Adultos. Fonte: Elevagro.
(A)                                                                  (B)                                                               (C)
Figura 2. (A) Ninfas de I ínstar; (B e C) Adultos. Fonte: Elevagro.
Figura 3. Ciclo de vida do percevejo-marrom, Euschistus heros. Fonte: Elevagro.
Figura 3. Ciclo de vida do percevejo-marrom, Euschistus heros. Fonte: Elevagro.

E agora, você consegue diferenciar o percevejo predador, importante inimigo natural do percevejo marrom sugador, no campo?

Saber reconhecer esses artrópodes na cultura é de extrema importância, e saber diferenciá-los, ainda mais, pois ajuda na avaliação do nível de infestação da praga e na tomada de decisão na hora de controle, além das escolhas de produtos seletivos. Podemos observar diferenças significativas entre as espécies (Figura 4):

  • P. nigrispinus: não apresenta espinhos projetados; o corpo é marrom, sem pintas; a cabeça é mais afinalada; e seu aparelho bucal mais grosso;
  • E. heros: identificado principalmente pelos prolongamentos laterais em forma de espinhos projetados para a frente, pintas brancas pelo corpo, formato da cabeça, e seu aparelho bucal fino.

 

Figura 4. (A) Adulto Euschistus heros. Fonte: Silva (2013); (B) Adulto Podisus nigrispinus. Fonte: Acervo pessoal – Alexa Santana.
                  (A)                                                                                           (B)
Figura 4
. (A) Adulto Euschistus heros. Fonte: Silva (2013); (B) Adulto Podisus nigrispinus.
Fonte: Acervo pessoal – Alexa Santana.

 REFERÊNCIAS
COSTA, V. A.; FILHO, B. E.; SATO, E. M. Parasitoides e predadores no controle de pragas. In: PINTO, A. de S. et al. (org.). Controle biológico de pragas.  Piracicaba: CP 2, 2006. p. 205-211. 
EVANGELISTA-JÚNIOR, W. S.; ZANUNCIO-JÚNIOR, J. S.; ZANUNCIO, J. C. Controle biológico de artrópodes pragas do algodoeiro com predadores e parasitoides. Revista Brasileira Oleaginosas e Fibrosas, Campina Grande, v. 10, n. 3, p. 1147-1165, 2006.
PANIZZI, A. R.; BUENO, A. de F.; SILVA, F. A. C. da. Insetos que atacam vagens e grãos. In: HOFFMANN-CAMPO, C. B.; CORRÊA-FERREIRA, B. S.; MOSCARDI, F. (ed.). Soja: manejo integrado de insetos e outros artrópodes-praga. Brasília, DF: Embrapa, 2012. p. 335-420.
SILVA, J. J. da. Euschistus heros adulto. Embrapa Soja. 2013. Disponível em: https://www.embrapa.br/en/busca-de-imagens/-/midia/846001/euschistus-heros-adulto.
VACARI, A. M. Caracterização biológico-comportamental de Podisus nigrispinus (DALLAS, 1851) predando Plutella xylostella (L., 1758). 2009. 102 f. Tese (Doutorado em Entomologia Agrícola) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal. 2009.
VIVAN, L. M.; TORRES, J. B.; VEIGA, A. F. S. L. Development and reproduction of a predatory, Podisus nigrispinus, in relation to two different prey types and environmental conditions. BioControl, Helsinki, v. 48, n. 2, p. 155-168, 2003.


Autor(a)
Dr.ª Margarete Manuele Siqueira Silva

Dr.ª Margarete Manuele Siqueira Silva

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: