Cuidados com as mudas de espécies frutíferas

Publicado em: 29/01/2022
Compartilhe:

Para instalação de um pomar, seja doméstico ou comercial, vários fatores devem ser levados em consideração. Iniciando com a escolha correta do local, passando pelo manejo do solo, e um item de fundamental importância, que é a escolha ou a aquisição de mudas de qualidade.

Qual o primeiro passo?

Inicialmente, quanto à qualidade, as mudas devem ser adquiridas de locais com idoneidade conhecida. Atualmente, além de viveiros de produção de mudas em diversos locais, mudas de espécies frutíferas são vendidas em grande quantidade. Por isso, muitas vezes essas podem vir com alguma doença ou até mesmo com identificação errônea em relação a variedades e outras características. Convém lembrar que estamos nos referindo a todas as espécies de frutíferas e que muitas, como as tropicais, vêm sem as folhas (caducifólias), impossibilitando a identificação da espécie e, principalmente, de qual variedade se trata. 

O que observar na compra de uma muda e como realizar o plantio corretamente?
A seguir, algumas orientações sobre a aquisição de mudas e plantio:

  • No Rio Grande do Sul, o plantio deve ser no inverno;
  • A cova deve ser aberta, preferencialmente, dias antes do plantio, para que o solo se acomode. O tamanho máximo em pomar doméstico poderá ser de 50 x 50 x 50 cm;
  • Dar sempre preferência a mudas com torrão em relação a mudas de raiz nua. É importante lembrar que as mudas no viveiro estão em um ambiente diferente daquele no qual serão implantadas, ou seja, no viveiro as mudas estão geralmente mais sombreadas, atendidas em todas as suas necessidades hídricas e nutricionais; ao serem removidas, elas iniciam um processo de estresse e deve-se minimizar ao máximo esse estresse. Assim, se as mudas forem de raiz nua, manter alguns cuidados como:
  • Verificar se as raízes estão enroladas. Caso estejam, desenrolar; pode-se cortar um pouco;
  • Resguardar de ventos até o plantio;
  • Manter as raízes úmidas.

E depois do plantio?

Após o plantio, fazer o tutoramento; não deixar o solo ao redor da muda descoberto, colocar palha; irrigar com água em abundância.
Lembre-se: a adubação com nitrogênio não deve ser colocada no pé da muda, e sim a um palmo de distância;
Importante: enterrar a muda até a altura que está na embalagem, ou que estava no viveiro, nunca enterrar todo o porta enxerto.

Autor(a)

Dr. CESURG

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: