Café: conheça sua morfologia

Publicado em: 16/02/2022
Compartilhe:

O cafeeiro pertence à Família Rubiaceae que possui mais de 10 mil espécies em 630 gêneros. O gênero Coffea reúne mais de 100 espécies, todas com centro de origem no Leste do Continente Africano e na Ilha de Madagascar. Comercialmente importante, temos apenas as espécies Coffea arabica L. e C. canephora Pierre no mercado mundial de cafés.


Figura 1. Planta do cafeeiro arábica entrando em produção. Imagem: Eduardo José de Almeida.
Figura 1. Planta do cafeeiro arábica entrando em produção. Imagem: Eduardo José de Almeida.

Morfologia do café 

Morfologicamente, ambas plantas são perenes, arbusto ou arvoreta, atingindo de 2 a 5 metros de altura. O caule é cilíndrico do tipo lenhoso, com tronco de cor verde na fase juvenil e marrom na adulta, medindo de 7 a 10 cm de diâmetro.
Você sabia que na espécie C. canephora a planta possui multicaules? São vários caules que necessitam de poda para manter a estrutura adequada, a fim de efetuar os tratos culturais de maneira mais fácil e obter maiores produtividades. 


Figura 2. Esquema dos ramos de um cafeeiro arábica. Um ramo vertical (ortotrópico) vegetativo de onde surgem os ramos laterais (plagiotrópico) produtivos. Imagem: Eduardo José de Almeida.
Figura 2. Esquema dos ramos de um cafeeiro arábica. Um ramo vertical (ortotrópico) vegetativo de onde surgem os ramos laterais (plagiotrópico) produtivos. Imagem: Eduardo José de Almeida.

Raiz

O sistema radicular é cônico com a raiz pivotante curta (50 cm de profundidade) e grossa, e amplamente ramificada nas raízes axiais (4 a 8), concentrando 80% de sua massa nos primeiros 20 cm de profundidade. 

Ramos

Tanto Coffea arabica L. e C. canephora possuem crescimento contínuo com dimorfismo de ramos, ou seja, morfologia distinta. Um ramo é denominado de ortotrópico e o outro tipo é denominado plagiotrópico. 
Os ramos laterais plagiotrópicos são longos e flexíveis e possuem ramificação de ordem superior (secundário e terciário), cuja quantidade varia de acordo com a cultivar.  Estes são os ramos produtivos.
No caule principal (ortotrópico) encontram-se dois tipos de gemas vegetativas: gemas seriadas e gemas cabeça de série. As gemas cabeça de série darão origem somente a ramos laterais (plagiotrópicos) e as gemas seriadas, por sua vez, darão origem a ramos “ladrões”, que nada mais são do que ramos de crescimento vertical.

 


Autor(a)

Dr. Eduardo José De Almeida

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR:

Você precisa fazer login para postar comentários!