Amônia quaternária: você conhece?

Publicado em: 16/02/2022
Compartilhe:

Um pouco sobre a aplicação de compostos de amônia quaternária na agricultura.

Os compostos de amônia quaternária (CAQs) são surfactantes catiônicos que, pela sua toxicidade a microrganismos, são geralmente usados como desinfetantes ou sanitizantes em vários setores, como o farmacêutico e o alimentício. Também são muito usados na higienização de ambientes de criação de animais. 


Amônia quaternária na agricultura

Um uso mais recente destes compostos é na agricultura, em que a amônia quaternária é usada no controle de patógenos causadores de doenças.  
Dos CAQs empregados no controle de doenças, os principais são o cloreto de dodecil dimetil amônio (CDDA) e o cloreto de benzalcônio. O mecanismo de ação destes compostos você pode conhecer aqui.

Cloreto de dodecil dimetil amônio (CDDA) e seus usos na agricultura

O CDDA apresenta boa estabilidade na presença de matéria orgânica, sendo não corrosivo e muito eficiente no controle de fungos e bactérias em frutos e hortaliças (WALKER, 2003). Além disso, este composto vem se mostrando eficiente em diversos estudos no controle de patógenos causadores de podridões em pós-colheita. 
Os resultados obtidos por Martin e colaboradores (2014) mostraram que o CDDA é uma boa alternativa para o controle de podridões pós-colheita em maçãs, pois além de ser um produto não carcinogênico, não teratogênico e não mutagênico, também não é corrosivo para metais (DAUS et al., 2011), podendo ser utilizado na água de lavagem das instalações de beneficiamento. Neste trabalho, o composto foi eficiente contra Penicillium spp. em maçãs Fuji e Gala, atuando de forma similar ao fungicida avaliado.

Cloreto de benzalcônio em programas de controle de doenças


O cloreto de benzalcônio, segundo estudos, confere uma proteção local contra patógenos, não evidenciando a proteção sistêmica, sendo usado e testado contra fungos, principalmente. 
Em um estudo, este composto apresentou potencial para ser usado em programas de manejo da ferrugem do cafeeiro (causado por Hemileia vastatrix), associado a outros fungicidas (MARTINS; SILVEIRA; FURTADO, 2009).

Aplicabilidade no campo

Em vários testes, os compostos de amônia quaternária vêm se mostrando efetivos sobre vários microrganismos, sendo considerados, muitas vezes, biocidas, tendo ação tanto sobre fungos como bactérias, e assim, apresentando também baixa seletividade.
Mas, para seu uso no campo, alguns aspectos precisam ser observados, o primeiro deles, é que o uso isolado dessas moléculas não é recomendado, por apresentarem baixo residual. 

Alguns estudos, como o de Martins, Silveira e Furtado (2009), mostram resultados satisfatórios na associação de compostos de amônia quaternária (no caso deste estudo, o composto usado foi o cloreto de benzalcônio) com fungicidas. Assim, vemos que esses compostos chegam para somar, como mais uma estratégia no controle de doenças.

Lembrando que sempre devemos utilizar os produtos devidamente registrados para cada cultura.

Referências

DAUS, A.; HOREV, B.; DVIR, O.; ISH-SHALOM, S.; LICHTER, A. The efficacy of ultrasonic fumigation for disinfestation of storage facilities against postharvest pathogens. Postharvest Biology and Technology, Amsterdam, v. 62, n. 1, p. 310-313, 2011.

MARTIN, M. S. et al. Aplicação pós-colheita de cloreto de dodecil dimetil amônio reduz podridões causadas por Penicillium spp. em maçãs. Rev. Bras. Frutic., Jaboticabal - SP, v. 36, n. 3, p. 731-734, set. 2014.

MARTINS, A. N.; SILVEIRA, A. P.; FURTADO, E. L. Avaliação do cloreto de benzalcônio no controle da ferrugem (Hemileia vastatrix Berk. &
Br.) do cafeeiro (Coffea arabica L.). Summa Phytopathol., Botucatu, v. 35, n. 2, p. 143-145, 2009.

WALKER, E.B. Quaternary ammonium compounds. In: PAULSON, D. S. (ed.). Handbook of topical antimicrobials: industrial applications in consumer products and pharmaceuticals. New York: Marcel Dekker, 2003. p. 99-122.


Autor(a)

Caroline Maria Rabuscke

MATERIAIS MAIS ACESSADOS:
VOCÊ PODE GOSTAR: