Adaptabilidade e Estabilidade: Método de Plaisted e Peterson (1959)

Publicado em: 28/04/2022
Compartilhe:

Na sequência de estudos dos modelos biométricos aplicados à seleção de genótipos que contemplam características de interesse agronômico, será descrito e abordado o método proposto por Plaisted e Peterson (1959). Este método caracteriza-se por basear-se na análise de variância e apresenta como parâmetro de estabilidade a média aritmética dos componentes de variância da interação entre pares de genótipos x ambientes. 

Esta metodologia difere da Tradicional em razão do conceito de estabilidade adotado. Neste método é evidenciada a contribuição de cada genótipo para a interação genótipos x ambientes e, a partir disso, identifica-se os de maior estabilidade. De modo semelhante ao Tradicional, a principal vantagem do método é a possibilidade de aplicação com um número reduzido de ambientes, ou seja, a partir de três ambientes. Por outro lado, suas desvantagens estão relacionadas à baixa precisão do parâmetro de estabilidade, a falta de considerações sobre a produtividade média e do desempenho dos genótipos frente às variações das condições ambientais. 


Aplicação do método: Um experimento realizado com cinco genótipos de soja avaliados em quatro ambientes, no Estado do Rio Grande do Sul, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com três repetições por genótipo em cada ambiente. Avaliou-se a produtividade média de grãos descrita em sacas de 60 kg ha-1. A tabela 1 apresenta os valores de produtividade média de grãos de cada genótipo em cada ambiente, bem como o somatório geral de cada genótipo e cada ambiente, e o quadrado médio do erro (QMe) da análise de variância conjunta.


Tabela 1. Médias de produtividade de grãos de cinco genótipos avaliados em quatro ambientes no Estado do Rio Grande do Sul. Fonte: elaborado pelo autor.

Genótipos

Ambientes

Yi.

Amb 1

Amb 2

Amb 3

Amb 4

Gen 1

70.66

71.33

74.66

68.00

284.65

Gen 2

65.00

76.00

65.00

58.00

264.00

Gen 3

63.33

62.33

55.66

56.33

237.65

Gen 4

61.66

71.00

54.66

77.00

264.32

Gen 5

50.33

49.66

69.66

53.00

222.65

Y.j

310.98

330.32

319.64

312.33

QMe=3.33 


Estimador do parâmetro de estabilidade


Para se estimar o parâmetro de estabilidade é necessária a realização de análise de variância entre cada par de genótipo. No entanto, esse procedimento demanda um grande número de análises. Por isso, um procedimento mais simples de estimar os componentes de variância entre pares de genótipos e ambientes será descrito a seguir:





Da mesma forma, obtêm-se as estimativas dos componentes de variância da interação entre os demais pares de genótipos, representados na Tabela 2. 


Tabela 2. Estimativas dos componentes de variância entre pares de genótipos e ambientes, e dos parâmetros de estabilidade de cinco genótipos, estimados segundo a metodologia de Plaisted e Peterson (1959). Fonte: elaborado pelo autor.

Genótipos

Gen 1

Gen 2

Gen 3

Gen 4

Gen 5

ϴi 

ϴi (%)

Média (sc)

Gen 1


22.31

12.16

75.35

27.54

34.34

11.19

71.16

Gen 2

22.31


16.57

82.864

86.93

52.17

17.01

66.00

Gen 3

12.16

16.57


53.591

78.94

40.31

13.14

59.41

Gen 4

75.35

82.86

53.59


157.31

92.28

30.08

66.08

Gen 5

27.54

86.93

78.94

157.31

 

87.68

28.58

55.66

 

 

 

 

 

 

306.78

100

 

Estimação de ϴi, ϴ 1=(22.31 + 12.16 + 75.35 + 27.54) 4=34.34        Estimação de ϴi (%), ϴ 1=ϴ 1*100306.78=11.19


Deste modo, evidencia-se que o genótipo 1 promove a menor interação (11.19) e, associado ao fato de ser relativamente mais produtivo (71.16 sc), é considerado o genótipo a ser selecionado. A sua pequena contribuição para a interação é a representação de sua capacidade de responder à melhoria do ambiente sem ser afetado pelas condições ambientais adversas.


Referências:


SILVA, J. G.; CARVALHO, I. R.; MAGANO, D. A. A cultura da aveia da semente ao sabor de uma espécie multifuncional, 2020. 


CRUZ, C. D.; REGAZZI, A. J. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético, 1997.


PLAISTED, R. L.; PETERSON, L. C. A technique for evaluating the ability of selections to yield consistently in different locations and seasons. American Potato Journal, v. 36, p. 381-385, 1959.



Autores:

Murilo Vieira Loro

Ivan Ricardo Carvalho


Autor(a)

Murilo Vieira Loro

FOTOS MAIS ACESSADAS:
VOCÊ PODE GOSTAR: