Influência do sulfato de cálcio granulado na produtividade do arroz irrigado Publicado em:

Neste material você vai conhecer um pouco mais sobre:

  • Os fertilizantes à base de cálcio
  • Formas de aplicação e época de aplicação
  • Benefícios relacionados ao perfil do solo
  • Benefícios para o cultivo do arroz irrigado

O uso de condicionadores de solo, tais como o sulfato de cálcio granulado, podem promover melhoria química, física e biológica do solo, aumentando o potencial produtivo da lavoura. No caso da cultura do arroz irrigado, elementos como o alumínio, o ferro e o sódio presentes no solo, causam severos danos à produtividade da cultura, seja por efeitos de toxidez direta ou indireta, pelo menor crescimento do sistema radicular e/ou pela menor absorção de nutrientes essenciais para o crescimento e o desenvolvimento das plantas. A utilização do sulfato de cálcio granulado, além de fornecer cálcio e enxofre nas formas prontamente absorvíveis pelas plantas, atuando diretamente em sua nutrição, também oferece benefícios, pois atua na neutralização de elementos prejudiciais à cultura, como é o caso do Al, do Fe e do Na. 
 


A aplicação de fertilizantes à base de cálcio e enxofre, no caso da cultura do arroz irrigado, pode ser realizada a lanço ou em linha, em pré-semeadura, no momento da semeadura, ou até 30 dias após a semeadura da cultura, com benefícios comprovados em termos de melhorias químicas do solo, bem como incrementos significativos na produtividade da cultura (STINGHEN et al., 2019). 

Resultados de ensaio em arroz irrigado

Em um ensaio conduzido em uma área de produção de arroz irrigado, localizada no município de Rio dos Cedros, médio Vale do Itajaí, SC, safra 2019/20, foi possível verificar os efeitos benéficos da utilização de sulfato de cálcio granulado na cultura do arroz. A área na qual foi conduzido o ensaio apresentava características de deficiência de cálcio e de enxofre, sendo que o manejo de adubação da cultura, durante 45 anos de cultivo, sempre ocorreu apenas com nitrogênio, fósforo e potássio.
A característica de manejo da adubação, com ausência de calagem e gessagem, justifica o elevado incremento na produtividade da cultura com a utilização de um fertilizante mineral à base de cálcio e enxofre solúveis. Além disso, o efeito de redução dos impactos do Al tóxico (teor no solo: 1,29 cmolc dm-3) foi essencial para que a cultura pudesse expressar seu maior potencial produtivo. Isso pode ser comprovado pelo maior desenvolvimento do sistema radicular e pelo menor teor de alumínio na folha bandeira do arroz no momento do florescimento da cultura.


Os resultados de análise foliar demonstraram valores de alumínio de 16,17 mg kg-1 M.S. nas folhas bandeira das plantas cultivadas sem aplicação de sulfato de cálcio granulado, e de 9,45 mg kg-1 M.S. nas das cultivadas com aplicação de 100 kg ha-1.

No ensaio foram aplicadas doses de 0, 100, 300 e 500 kg ha-1, em sistema de cultivo pré-germinado. Dentre as variáveis avaliadas, o rendimento de grãos destacou-se pelo aumento significativo, sendo que a testemunha (sem aplicação de sulfato de cálcio granulado) apresentou uma produtividade média de 7.643,20 kg ha-1, e quando se aplicaram 100 kg ha-1 de sulfato de cálcio, a mesma aumentou para 9.554,20 kg ha-1, ou seja, um acréscimo de 1.900 kg por ha-1 no rendimento de grãos.

O ganho em produtividade de grãos do arroz irrigado em função da aplicação de sulfato de cálcio granulado pode ser atribuído a uma melhoria da fertilidade do solo sem intervenção no valor de pH, principalmente, no incremento dos teores Ca2+ e S no perfil do solo, o que vem a favorecer e estimular o crescimento radicular das plantas (CAIRES et al., 2016) e uma melhor nutrição destas.

Nas imagens abaixo é possível verificar que, além do maior desenvolvimento do sistema radicular (Figura 1), houve um incremento na altura de plantas e no perfilhamento da cultura (Figura 2).

 

Figura 1. Sistema radicular de plantas de arroz irrigado submetidas a diferentes doses de sulfato de cálcio granulado. Rio dos Cedros, SC, safra 2018/19. Fonte: Jussara Cristina Stinghen.

 

Figura 2. Plantas de arroz irrigado submetidas a diferentes doses de sulfato de cálcio granulado. Rio dos Cedros, SC, safra 2018/19. Fonte: Jussara Cristina Stinghen.

 

Demanda por nutrientes no arroz

Na cultura do arroz, não é comum a utilização de adubação com fontes de cálcio e enxofre, no entanto, é evidente que a cultura apresenta significativa demanda por estes nutrientes. Na literatura é possível verificar relatos de que os principais nutrientes acumulados pela cultura do arroz são o potássio, o nitrogênio, o cálcio, o fósforo e o enxofre. No caso do enxofre, a planta de arroz necessita de uma quantidade semelhante à de fósforo para se desenvolver. É possível observar a deficiência de enxofre no arroz irrigado em solos altamente reduzidos. No caso do arroz irrigado, a necessidade de enxofre pode ser determinada de acordo com a quantidade aplicada de nitrogênio e fósforo, sendo que o fornecimento de enxofre à cultura proporciona incrementos no rendimento, principalmente pelo aumento no perfilhamento e no número de panículas. 

Além dos benefícios do fornecimento de Ca e S em termos de nutrição de planta e demanda da cultura para o seu crescimento e desenvolvimento, estes elementos proporcionam maior evolução do sistema radicular, pelo efeito do cálcio e do sulfato na neutralização do ferro e do alumínio tóxico. Com um sistema radicular mais desenvolvido, a cultura do arroz consegue aumentar no solo a zona de oxidação na rizosfera pelo transporte de O2 da atmosfera até a raiz pelo aerênquima, e aumentar a eficiência do uso de nutrientes, principalmente os que apresentam redução com o alagamento e, consequentemente, diminuição do O2, como o nitrogênio e o enxofre (DUART, 2019). É possível verificar visualmente o mais rápido e eficiente aproveitamento de nutrientes, como por exemplo, o nitrogênio, quando se utiliza o sulfato de cálcio granulado na adubação da cultura de arroz irrigado. 

Vários fatores contribuíram para o incremento em produtividade da cultura com a utilização do sulfato de cálcio granulado, dentre eles cabe destacar a importância do fornecimento de nutrientes como o cálcio e o enxofre para a cultura do arroz irrigado, além do nitrogênio, do fósforo e do potássio. 

 

Referências Bibliográficas

CAIRES, E.F.; FILHO, R.Z., BARTH, G.; JORIS, H.A.W. Optimizing Nitrogen Use Efficiency for No-Till Corn Production by Improving Root Growth and Capturing NO3-N in Subsoil. PEDOSPHERE, v. 26, p. 474-485, 2016.

DUART, V. M. Calagem e uso de gesso agrícola na produção de arroz irrigado. 100f. 2019. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2019.

STINGHEN, J. C.; SILVA, E. S.; MARTINS JR, M. M., SANGOI, L. Pesquisa demonstra que a aplicação de SulfaCal® em arroz irrigado proporciona aumento na produtividade da cultura. Congresso Brasileiro De Arroz Irrigado, n. 11. Balneário Camboriú, SC. Inovação e desenvolvimento na orizicultura: anais eletrônico. Itajaí: Epagri/ Sosbai, 2019. 

 

Veja mais conteúdos sobre:

Autor(es)