O que é mais importante em uma empresa? Publicado em:

Além de ter uma estratégia bem elaborada, é saber contratar bem. A maioria das empresas valoriza muito o processo de avaliação de desempenho e treinamento, mas se não houver uma boa contratação, todo o investimento é em vão.

Neste artigo você encontrará a relevância, além das principais etapas para alcançar excelentes resultados na busca de profissionais.

Boa leitura!

 

Recrutamento e Seleção no Agro

 

Figura 1. Recrutamento e Seleção no Agro

A contratação de profissionais qualificados e com competências socioemocionais colabora para a formação de equipes de alto rendimento, capazes de entregar melhores resultados e, consequentemente, garantir vantagens competitivas para os negócios.
Pela importância do assunto, reuni algumas informações essenciais para o sucesso do processo de recrutamento e seleção, bem como a diferença entre ambos. 

Começando pelo recrutamento: o que é?

É o método que se utiliza para atrair candidatos para a realização do processo seletivo. A eficácia dele mede-se pelo número de candidatos que estão mais próximos do perfil da vaga em questão. Dessa forma, o sucesso da seleção dependerá de um ótimo processo de recrutamento! 

Conforme o tipo de vaga, define-se a fonte de recrutamento, ou seja, onde é melhor encontrar possíveis candidatos que tenham perfil para participar da seleção para a vaga que se necessita preencher.

Etapas do processo de recrutamento:

Etapa 1

Analisar a descrição do cargo e fazer o levantamento das necessidades da função de forma pontual para o momento, bem como em relação às carências que a empresa necessita sanar para os planos futuros – a curto, médio e longo prazo;

Existindo perfil interno, pode-se fazer um recrutamento interno na empresa, ou se for clara a existência de um profissional qualificado, uma promoção direta;
Definir as técnicas e locais onde recrutar, e os veículos de comunicação com o mercado.

Etapa 2

  • Análise dos currículos – pré-seleção;
  • Experiência profissional e suas realizações, escolaridade, cursos etc.
  • Progressão de cargos;
  • Atividades desenvolvidas;
  • Comparar com os pré-requisitos;
  • Verificar pontos/ dúvidas a serem esclarecidos na entrevista;
  • Verificar a pretensão salarial;
  • Verificar a redação, organização dos dados;
  • Entrevista via remota de no máximo 30 minutos.

Seleção, como fazer?

Figura 2. Uma boa seleção depende de um ótimo recrutamento

É fundamental conhecer a necessidade da organização para elaborar um processo seletivo mais eficaz e conseguir atrair candidatos mais alinhados às necessidades da função. 

O processo de seleção bem-sucedido, mais o investimento em treinamento, são os responsáveis pela formação de equipes de alto rendimento, que levarão a organização ao estágio desejado.

Em contrapartida, contratações equivocadas acarretam uma série de transtornos e prejuízos para a organização. O sucesso da seleção é traduzido pelo sucesso do recrutamento. Existem vários métodos que ajudam a conhecer e identificar características, comportamentos e competências que estejam mais ligadas ao perfil da vaga.

Dicas valiosas para fazer um processo de seleção exitoso. Acompanhe!

  • Preparar o ambiente.
  • Despir-se de pré-conceitos;
  • Realizar perguntas condizentes com a função;
  • Saber sobre os hábitos pessoais e a situação familiar dos candidatos;
  • Ouvir atentamente e demonstrar interesse;
  • Evitar emitir opiniões ou pensamentos;
  • Encorajar o candidato e realizar perguntas sobre a função e a empresa;
  • Buscar identificar se as competências estão alinhadas com a cultura da organização;
  • Utilizar alguns testes que ajudem a identificar competências, bem como os conhecimentos técnicos necessários;
  • O candidato deve falar pelo menos 70% do tempo;
  • Envolver os líderes no processo seletivo;
  • Identificar as competências, o famoso CHA:
ConhecimentoHabilidadesAtitudes
CHA

Conhecimentos técnicos

Específicos

Escolaridade

Especializações

Experiências práticas

Domínio dos conhecimentos técnicos

Implica ter praticado o conhecimento, ter maturidade

 

Ter atitudes compatíveis com a necessidade das atribuições para eficácia em resultados.

Melhor do que ninguém, o líder conhece sua equipe de trabalho e entende quem possui um perfil adequado para fazer parte dela. Então, envolva os líderes na seleção, capacitando-os para que façam as perguntas certas e enxerguem os talentos mais adequados.

Use ferramentas para a seleção de talentos

Testes específicos, de conhecimento técnico, dinâmicas de grupo e em algumas situações, role play. Atualmente, existem diversas tecnologias disponíveis, sendo a ferramenta de análise de perfil comportamental uma das mais expressivas, pois ela permite identificar o perfil de cada candidato, realizar análises preditivas e complementar informações para definir se o profissional se encaixa ou não na posição em aberto. Lembrando que o mais importante é a entrevista, e que as avaliações ou testes são complementos, para ajudar na identificação do melhor perfil para a vaga.

Quando o profissional certo é contratado, o número de conflitos interpessoais é muito menor, pois ele adapta-se com mais facilidade ao novo ambiente e à nova equipe de trabalho. Quando existe um clima positivo, é mais provável que o trabalho seja realizado com dedicação e satisfação pelo profissional. Por isso é importante que, pelo menos a cada dois anos, seja realizada uma pesquisa de clima, com o objetivo de identificar possíveis focos de melhorias.

Alinhe competência e afinidade com a cultura da empresa

Além da competência, busque profissionais que possuam afinidade com a cultura da empresa e seus respectivos valores. Esse equilíbrio é fundamental para o sucesso da contratação.

Outro ponto importante, é que, se a imagem da empresa é forte, ela será atrativa para os melhores talentos, por isso construir uma marca empregadora é uma estratégia usada por muitas empresas e traz resultados positivos. Para tanto, transforme os atuais colaboradores em verdadeiros promotores. Incentive-os a falar bem da organização para amigos e familiares, contar suas histórias de sucesso nas redes sociais. É claro que para isso, os colaboradores precisam realmente estar satisfeitos e felizes dentro da organização.

A função de trazer talentos  para a organização não é só do RH. Todo líder deve ter condições de buscar e avaliar pessoas para compor sua respectiva equipe. Na verdade, dever ser a sua primeira responsabilidade como gestor de pessoas, ou melhor, de talentos!

 

 


 

Autor(es)