Mecanismo de funcionamento do RNAi Publicado em:

A figura abaixo descreve de forma esquemática, em seis passos, o funcionamento da via do RNAi. Inicia com a entrada do RNA de cadeia dupla (dsRNA) e o posterior desencadeamento da via de RNAi celular. O passo dois descreve o recrutamento da enzima Dicer, que digere o dsRNA em fragmentos menores, usualmente de 20-25pb. Estes fragmentos menores são chamados RNA de interferência pequeno (siRNA). Um complexo de silenciamento induzido por RNA (RISC) (passo 3), então, distingue entre as duas cadeias do siRNA, a cadeia direta e a cadeia inversa. As cadeias diretas (com exatamente a mesma sequência do gene-alvo) são degradadas (passo 4). As cadeias de sentido inverso, por outro lado, são incorporadas ao complexo RISC e utilizadas como guia para os RNA mensageiros-alvo (mRNA) de modo específico para a sequência (passo 5). Os mRNAs, que codificam para os ácidos aminados, são clivados pelo complexo RISC, inibindo a síntese de proteínas (passo 6). O complexo RISC ativado pode participar repetidamente na degradação de mRNAs.

 

  1. A entrada de um RNA de cadeia dupla (dsRNA), como um transgene introduzido, um elemento genético não desejado ou um intruso viral, desencadeia a via de RNAi das células. Isso resulta no recrutamento da enzima Dicer.
  2. Dicer digere o dsRNA em fragmentos menores, usualmente de 20-25pb, que são chamados RNA de interferência pequeno (siRNA).
  3. Um complexo de silenciamento induzido por RNA (RISC), então, distingue entre as duas cadeias do siRNA, a cadeia direta e a cadeia inversa. As cadeias diretas (com exatamente a mesma sequência do gene alvo) são degradadas.
  4. As cadeias de sentido inverso, por outro lado, são incorporadas ao complexo RISC e utilizadas como guia para os RNA mensageiros alvo (mRNA), de modo específico para a sequência.
  5. Os mRNAs, que codificam para os ácidos aminados, são clivados pelo complexo RISC, inibindo a síntese de proteínas. O complexo RISC activado pode participar repetidamente na degradação de mRNAs.

 Material adaptado a partir do Pocket K No. 34: RNAi for Crop Improvement.

 

Para saber mais sobre esse assunto, clique no card abaixo:

Autor(es)