Conheça a pupa da broca-do-café (Hypothenemus hampei)
Conheça a pupa da broca-do-café (Hypothenemus hampei) Publicado em:
Para ver esta foto em uma resolução melhor, clique aqui e torne-se Premium

Pupa da broca-do-café

A broca-do-café, Hypothenemus hampei (Ferrari, 1867) (Coleoptera: Scolytidae), é considerada uma das principais pragas da cafeicultura brasileira, sendo originária da África Equatorial. Seu status de praga dá-se em razão de seu ciclo biológico ser curto e de sua grande capacidade de proliferação.

A fase de pupa dura em média 8 dias. A pupa apresenta coloração branca nos três ou quatro primeiros dias, cabeça completamente encoberta pelo pronoto, antenas e peças bucais livres e distintas, de cores castanho-claras. O comprimento varia de acordo com o sexo, sendo que as pupas fêmeas medem, em média, 1,8 mm de comprimento, e os machos, 1,3 mm.

Seu dano caracteriza-se por proporcionar uma porta de entrada para microrganismos ao abrir uma galeria nos frutos de café para ovipositar. Esses microrganismos podem se desenvolver, atingindo os grãos e alterando a qualidade da bebida do café. O fruto de café é o alimento para todas as fases de desenvolvimento da broca, proporcionando um meio para o seu crescimento e reprodução.

 

Referência
LAURENTINO, E.; COSTA, J. N. M. Descrição e caracterização biológica da broca-do-café (Hypothenemus hampei, Ferrari 1867) no Estado de Rondônia. Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2004. (Documentos. Embrapa Rondônia; 90).

 

Confira também! 

Autor(es)